terça-feira, 25 de agosto de 2015

Maratona de Paris - Contagem Regressiva...Parte 2!



26 dias

Paris logo ali

Falta muito pouco! E isso amedronta, gera ansiedade, dá aquele frio na barriga!
Falando com o San hoje, ele disse uma verdade: "se não sentir esse frio na barriga perde todo o sentido! Ahh vou ali correr 42k, qual a graça disso?!" Esse frio na barriga, medo do inesperado é que tempera todo treinamento pra uma maratona. Esse inesperado que é milimetricamente sonhado, imaginado. Mas todo esse sonho tem seus pilares, tudo isso é amparado por treinos, nutrição e descanso!
Os treinos são a parte bruta! Pensando numa obra, tudo começa com uma base. Quanto mais forte e sólida ela for maior a chance de tudo funcionar bem. Aos poucos chegam as paredes, piso, teto... Nada vai ter forma e parecer realmente lindo como o sonhado senão passar por essa fase. Esse pilar é todo orquestrado por um engenheiro de sua confiança. Ele vai passar as coordenadas e vc executa, confiando que dali sairá sim a casa mais linda!
A nutrição é como se fosse o cimento. É o que vai dar sustenção. Tipo aquele papinho de vó: " saco vazio não para em pé!". Se for demais atrapalha, de menos pode desabar!
E o descanso! Ah esse é o mais importante! A sesta dos pedreiros, o churrasquinho a cada parede levantada, o sono dos justos! Se faltar esse a pane é certa! E no final a obra atrasa.
Ainda incluiria um pilar extra, fortalecendo ainda mais essa casa: fisioterapia. E eu descobri que não é preciso sofrer, nem sentir dor, que isso não é pra ser engraçado, mas sim funcional e pontual. A fisioterapia aqui seria como uma inspeção do andamento da obra. É quem faz os ajustes para que tudo ocorra dentro do prazo e da maneira sonhada!
E nesse processo todo de construção, dia a dia, passo a passo, a coisa  vai tomando forma. E quando olho que faltam apenas 26 dias não consigo ainda ter uma visão do todo. Faltam ajustes, faltam paredes, o piso não está todo colocado, o teto também não. Mas falta pouco! Posso dizer que tudo só terá forma ao desembarcar em Paris, talvez ali a ficha caia! Ou ainda demore, o que acho bem provável! Mas até chegar lá faltam alguns longos, faltam alguns tiros, e isso é o máximo! Essa preparação é o mais legal e divertido!
Enquanto isso, continuo a construir cada detalhe rumo a maratona mais feliz!
Au revoir!



Um comentário: