sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Tem que ser... Mas tem mesmo?

A sociedade é cheia de querer nos rotular e nos dizer o que devemos ou não fazer. Chegam a nos impor até o que queremos querer... Mas será que é assim mesmo?



Dizem que você tem que sair do colégio e passar no vestibular (Universidade Pública, por favor)...
Dizem que você tem que se formar e ter um puta emprego...
Dizem que você tem que ser magra...
Dizem que você tem que encontrar o príncipe encantado antes dos 30...
Dizem que você tem que se casar com ele (vestida de branco e firulas)...
Dizem que você tem que ter filhos (mais de um, pq filho único não pode)...
Dizem que você tem que continuar linda, mas se embarangar ok, é mãe, mãe pode ser feia...
Dizem que você tem que fazer um MBA/mestrado/doutorado, o mercado pede...
Dizem que você tem que poupar dinheiro...
Dizem que você tem que sorrir falsamente para todos...
Dizem que você tem que... e por ae vai... parece sem fim...



Isso pra mim não existe! Ninguém vai roteirizar a minha vida! Até porque o que é bom pra mim EU QUE SEI!
Não gosto de massificação de sonhos, se é que posso usar esse termo.
Não gosto de rótulos, porque sou inconstante e isso que me faz ter vida, ter fôlego!
Não gosto de gostar do comum porque dizem que tenho que gostar disso!
Gosto de ser 8 ou 8000, o meio termo, o morno acaba com minhas forças!

Respeito as pessoas que optam por essa via, até pq é uma escolha! Mas não me venha despejar que também devo ser assim ou assado!
Vamos viver livremente! Vamos deixar que as diferenças existam para que assim a vida seja mais colorida, mais bela, tenha mais graça!
Abrir mão dos "inhos": ciuminhos, invejinha, raivinha, nervinho, noinha...


Gentileza e respeito só vão gerar gentileza e respeito, sempre!


Aquela velha frase: o que seria do amarelo se todos gostassem do azul, FAZ TODO SENTIDO!

A única coisa que todos deveriam TER QUE FAZER é SER FELIZ!

Adorei essa frase e achei que fazia todo sentido neste postzim:

“Sem tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em lugares onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte... Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: 'as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.”(Rubem Alves)

E ae, topa ser feliz? A Santa #ForçaNaPaçoca ajudai-nos a #NeverGiveUp!!!

Beijos da Fê!





6 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, Thales!!!
      Mas é mais nada que a verdade, né!? Chatice isso de rótulos e imposições!
      Beijos!!!

      Excluir
  2. Oi Fê!
    Que delícia e texto!
    Adorei seu escrito, sua autenticidade.
    Sei que escreveu com carinho, candura, mas também com força, decidida.
    Seja muito feliz então minha querida!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafinha!!!
      Fiquei muuuito feliz em saber que você entrou no meu humilde bloguezinho!
      Sempre leio o seu, aliás, sou uma fã, vc sabe disso! :)
      Obrigada!!!
      Beijocas!!!

      Excluir
  3. Oi Fê,
    estou sempre por aqui, gosto muito do seu blog mas acabo nunca comentando...
    Hoje foi INEVITAVEL! Adoro o jeito que vc escreve e este seu post foi simplesmente perfeito! Era tudo que precisava 'ouvir' nesse momento. Beijo grande pra vc e muita felicidades e força na paçoca pra nos!

    ResponderExcluir
  4. Lili!!! Obrigada!!!
    Adorei saber que você está sempre por aqui!
    Muita #ForçaNaPaçoca pra gente! Vamos desistir nunca!
    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir